WhatsApp

WhatsApp

sábado, 5 de novembro de 2016

Pastor vai para a cadeira por aliciar mulheres, afirmando ter pênis bendito!

Um religioso de Goiás foi levado pela polícia por cometer abusos em nome de Jesus! Ele dizia ter uma missão incumbida por Ele, que era usar o seu pênis abençoado para procriar!
Valdecir Picanto Sobrinho é o pastor de 59 anos que foi preso por causa de ter sido acusado de abusos sexuais, tendo como vítimas as mulheres de Goiás. Basicamente, ele dizia-lhes ter um pênis sagrado! Uma moça de 23 anos, que não quis revelar a sua identidade, falou que Valdecir contava que era pela boca que Deus dava entrada em nossa vida. O pastor solicitava que as mulheres praticassem sexo oral com ele, para que o espírito santo se revelasse no momento da ejaculação.

O homem que espalhava “leite divino”

O acusado chegou a cometer tal abuso com senhoras idosas! CParisontudo, ele em sua defesa garantiu que esteve com Jesus e que a missão passa por espalhar “o leite divino” pelo território estadual, com início nos religiosos da Assembleia que ele representa. Ele ameaçou dizendo que iam se arrepender de o terem preso, pois ele era um servo do Senhor. Valdecir, na verdade, diz pretender seguir com a sua missão na prisão.

Apanhado no momento sagrado


Para seu conhecimento, ele foi pego em flagrante no momento em que colocava o seu órgão sexual sagrado na cara de uma comerciante da localidade, sendo que fazia promessas de mais negócios na empresa da mulher, se esta sentisse o fluido santificado.
Nas palavras da delegada que comanda a região, Denise Pinheiro, informou que o Pastor não resistiu à prisão e aproveitou para questionar se ela pretendia conhecer o reino dos céus no caminho para a delegacia. Ela referiu que Valdecir não se embaraça dos seus feitos e considera-os banais! O pastor saiu em liberdade depois do pagamento da fiança e de depor durante 3 horas!
E você? Qual a sua opinião sobre esta notícia? Acha a pena justa ou deveria ser mais dura? Diga-nos o que pensa!
Infelizmente, não é o único caso. Assista à reportagem que fala de mais um caso de abuso do pastor.

Nenhum comentário: