WhatsApp

WhatsApp

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Dos 57 presos na central de flagrantes, 10 são por violência doméstica

Até às 13hs de hoje(18/10), dos 57 presos provisórios da justiça encarcerados na central de flagrantes de Parnaíba, 10 deles foram autuados no crime de violência doméstica, enquadrados na lei Maria da Penha. 

Há um outro detento abrigado naquela carceragem pelo não pagamento de pensão alimentícia. 

A custódia da central de flagrantes abriga também um nacional identificado como Francisco Cavalcante dos Santos, capturado em Parnaíba no dia 26 de agosto do corrente ano, como foragido da justiça da Comarca de Tianguá-CE, visto que, até o presente momento, não houve entendimento das partes para transferência do mesmo, por que a direção da Penitenciária de Parnaíba, só está recebendo aos poucos, prisioneiros apenados pela justiça local. 

Dr. Marcelo Mesquita, juiz da Vara de Execuções Penais da Comarca de Parnaíba, deveria analisar cuidadosamente, o caso dos presos autuados por violência doméstica, e liberar alguns deles por força de alvará, abrindo espaço no sistema prisional. 
Corredor da carceragem da central de flagrantes. As celas ficam ao lado nas alas horizontais. 

As 'coletivas', equivalente ao tamanho de uma sala de escritório no shopping, abriga 15 e 16 presos em cada uma, nas duas existente nesse distrito. Pode?

Nenhum comentário: