WhatsApp

WhatsApp

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Com constantes atrasos nos salários, aposentados passam dificuldades até para comprar remédio e comida

Em virtude de inúmeras reclamações que tem recebido nos últimos meses, o vereador Carlson Pessoa esteve nesta manhã (08/04) na sede do Instituto de Previdência do Município de Parnaíba (IPMP), a fim de averiguar o porquê dos constantes atrasos quanto ao pagamento dos salários dos servidores aposentados. Por mais de meia hora nossa equipe de reportagem aguardou a chegada do presidente do Instituto, José de Ribamar Souza da Silva, que depois de muito tempo informou a secretária dele que não seria possível comparecer a audiência com o vereador.
Na atual gestão o salário dos aposentados que durante anos serviram ao município vem sendo pagos com atraso, e, em alguns casos, chegando a atrasar quase 20 dias. Os servidores reclamam também da falta de veracidade nas informações repassadas pelo IPMP, pois as datas quanto ao pagamento nunca se confirmam, o que tem levado muitos a irem e voltarem todos os dias ao Instituto.
Carlson Pessoa conversou com alguns aposentados que relataram o sofrimento ao qual estão sendo submetidos. “Só pago minhas contas com atraso. Já faltou alimento por várias vezes porque o dinheiro não cai na conta e lá em casa a gente fica nesse sofrimento. Por mais de 30 anos levantei todos os dias cedo, indo trabalhar debaixo de chuva para agora ser humilhada dessa forma pelo município”, desabafou uma professora. Outra docente que se aposentou devido a um câncer, enfrentar dificuldades para comprar os remédios e seguir a alimentação balanceada que o tratamento requer.
“Nas gestões anteriores, antes do dia 30 o salário estava na conta e agora atrasa todos os meses. Essa bandalheira precisa acabar. Os aposentados doaram a vida para o município e agora estão sendo maltratados dessa maneira. Muitos estão doentes e precisam comprar seus remédios, mas com os constantes atrasos, até o tratamento deles está sendo prejudicado”, contesta o parlamentar.

Nenhum comentário: