WhatsApp

WhatsApp

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Botina suja de sangue pode esclarecer autoria do massacre de Alegrete do Piauí

O delegado Willame Morais, gerente de polícia do interior, afirmou nesta quinta-feira (20), que a polícia está empenhada para resolver o crime e prestar esclarecimentos de como ocorreu e as motivações para a chacina ocorrida em Alegrete do Piauí, onde 6 pessoas da mesma família morreram.
“A Secretaria de Segurança através da Polícia Civil está motivada em investigar esse crime. O principal motivo para o crime é que tenha sido por vingança devido a outro dois assassinatos e por isso temos nos empenhado com policiais de diversos municípios. Nós fomos até o local e aprendemos alguns objetos e dentre eles, uma botina suja de sangue que os acusados não souberam explicar a origem daquele sangue e por isso foi pedido a prisão temporária de 5 pessoas de inicias F.J.C, M.J.C, L.R.C, P.J.C, J.J.C, que estão sendo investigados para que esse caso seja elucidado sem nenhuma dúvida”, disse.
Ele falou que das seis pessoas mortas, Maria do Socorro e seu irmão Sílvio, estavam sendo acusados de dois assassinatos de uma menina ano passado e um professor esse ano. “As outras quatro pessoas foram assassinados por que conheciam os assassinos. Nós acreditamos que o crime tenha sido vingança para fazer justiça com as próprias mãos, já que eles estavam em liberdade”, declarou.
O delegado afirmou ainda que é possível que os presos possam ter algum grau de parentesco com as vítimas. Ele disse ainda que a botina que foi apreendida está guardada e deve ser levada para perícia em Brasília. Os corpos já devem ter sido liberadas para sepultamento e enterro ainda nesta quinta-feira (20). A acusada Maria do Socorro foi a que recebeu mais tiros.
Image title

- Saiba quem é Maria do Socorro (Informações Piauí em Foco)
‘Galêga’, como Maria do Socorro era conhecida em Alegrete, tinha apenas 23 anos e se formou ano passado em Teologia. Segundo familiares ela começou a cursar Direito no inicio do ano na Faculdade RSA em Picos e desde então passava a maioria do tempo viajando.
Image title

De acordo com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, que se encontra em Alegrete do Piauí, a jovem que aparentemente se mostrava tranquila e pacata, era na verdade a principal suspeita de pelo menos dois assassinatos ocorridos em Alegrete do Piauí.
O primeiro foi em 2012, quando a jovem Siamara foi morta em circunstâncias ainda hoje duvidosa numa estrada vicinal entre os municípios de Alegrete do Piauí e Padre Marcos.
O segundo crime foi do jovem George Ramos, morto a tiros numa estrada vicinal que liga a sede de Alegrete ao povoado Pocinhos no mês de junho deste ano. George Ramos era professor e cursou junto com Maria do Socorro o curso de Teologia pelo Instituto Ruymar Gomes – IERG.



Image title

Fonte: Meionorte.com

Nenhum comentário: